Arquivo para setembro, 2009

Convívio Social – algumas regras de etiqueta

Posted in Uncategorized on setembro 30, 2009 by Eliane Amaral

Apresentação
Sempre se apresenta o homem à mulher. Todavia, tratando-se de um religioso, a mulher deverá ser apresentada.

Apresenta-se uma pessoa mais nova a uma mais idosa, e a solteira à casada.

A mulher deverá estender a mão, antes que o faça o homem que lhe foi apresentado. No entanto, se a pessoa apresentada se limitar a um outro cumprimento, deverá ser correspondido do mesmo modo (exemplo: ligeira inclinação de cabeça).

A mulher, em sociedade, nunca se levanta ao ser apresentada a outra mulher, com exceção se esta for a anfitriã ou uma senhora de idade.

Os anfitriões não necessitam apresentar todos os convidados entre si, no caso de uma recepção de grandes proporções. Basta apresentar alguns à chegada. E num coktail usa-se a mesma praxe.

O convidado de honra, numa recepção de cerimônia, é apresentado a todos os convidados e deverá ficar ao lado da anfitriã, à entrada e de pé.

Casamentos
Os convites – impressos em cartões de formato grande, duplo ou simples, conforme a elegância da cerimônia o exigir – são distribuídos com trinta dias de antecedência, para que os convidados não assumam outros compromissos.

Atenção: as frases como “os noivos receberão os cumprimentos na igreja” são inteiramente indelicadas.
Se a recepção é só para alguns convidados após a cerimônia na igreja, estes receberão um convite especial que deve ser colocado no envelope.

A cerimônia do casamento tradicional se mantém, com poucas variações, embora com alguns modismos.
Permanece, por exemplo, a presença de duas meninas, ou de um menino, ou de um menino e uma menina, que procedem a noiva na entrada da igreja.

Na sacristia, os noivos, ao receberem os cumprimentos, colocam-se entre seus pais e avós.

Os convidados devem limitar suas palavras, evitando efusões por demais cansativas.

Cumprimentam-se os membros da família quando não conhecidos, com uma ligeira inclinação de cabeça.

Na recepção, os noivos ou seus pais agradecem a cada convidado os presentes ou flores recebidos, Isto não dispensa o casal de manifestar os agradecimentos por escrito, logo ao chegar da viagem de núpcias.

A decoração das mesas deve ser requintada, reservando-se um lugar especial para o bolo clássico.

Evitar os enfeites de noivinhos, bonequinhos ou pombinhos, de gosto mais do que duvidoso.

Uma inovação: tornou-se costume elegante convidar dois, três ou mais casais de padrinhos de cada noivo. É uma forma simpática de homenagear um maior número de familiares ou amigos.

À mesa
Serviço: pode-se começar a comer após algumas pessoas terem sido servidas, se o serviço for lento.

Guardanapo: colocar no colo, durante a refeição, aberto totalmente ou não, conforme o tamanho.

Usá-lo sempre antes de levar o copo ou o cálice à boca.
No final, colocá-lo ao lado do prato, sem dobrar mas também sem o amarrotar.

Talheres: os que estão mais longe do prato são os primeiros a usar e, naturalmente, os últimos são os mais próximos do prato.

Não se limpam os talheres com o guardanapo, antes de serem usados.

Ao parar de usar os talheres, estes devem ser colocados sobre o prato (a faca na borda) e os cabos nunca apoiados na mesa.

Acabando de comer, colocam-se sobre o prato, no sentido perpendicular à borda da mesa.

Garfo e faca:
Usando-se a faca e o garfo ao mesmo tempo, seguram-se ambos da mesma maneira, isto é, a extremidade dos cabos na palma da mão, apoiando-se o índex pouco aquém da lâmina da faca ou dos dentes do garfo.

Colher: deve encher-se a colher num movimento contrário à direção da borda da mesa, sempre de lado, posição esta em que deverá ser levada à boca.

A disposição dos talheres obedece à ordem seguinte:

À esquerda do prato de fora para dentro:
Garfo para peixe;
Garfo para carne;
Garfo para salada; se for servida;

À direita do prato de fora para dentro:
Garfo para “hors-dóuvre”;
Colher para sopa;
Faca para peixe;
Faca para carne (a que fica sempre junto ao prato).

Copos: são colocados na mesa de acordo com o tamanho do copo e não pela ordem em que vão ser utilizados, para que uns não escondam os outros.

É correto arrumá-los da maneira seguinte:
Copo para água, à direita do prato e acima das facas;
Taça de champanhe, a pequena distância do primeiro;
Copo para vinho branco, haste longa, colocado em frente e entre os dois primeiros;
Copo para Porto ou Xerex, diante do terceiro um pouco à direita.

Esta ordem, no entanto, não é obrigatória, mas deve respeitar-se a harmonia entre tamanho e a precedência das bebidas.

Salada: antes de se servir, reparar se há prato e talheres especiais para a mesma, normalmente colocados ao lado do prato de jantar.

Porções: não é exigido que se coma tudo que se põe no prato, nem obrigatório deixar um resto de comida.

Pão: parte-se com as mãos em pedaços pequenos, passa-se a manteiga e leva-se à boca com a mão.

Sal e pimenta: é correto usar estes ingredientes, mesmo num jantar de cerimônia.

Espinhas, ossos, azeitonas, etc: a mesma colher que levou o alimento à boca deverá devolver os restos ao prato, como no caso de caroços de frutas em calda.

Se for usada a mão (azeitonas ou uvas, entre outras) pode a mesma retorná-los ao prato.

Espinhas e ossinhos, de modo discreto, voltam na mão para o prato.

Outras regras: todos sabem que não se deve colocar os cotovelos sobre a mesa, mas também não é bom assumir uma posição de estátua.

Ao aceitar um prato, nada se diz, mas quando se o declina é de bom tom dizer: não, muito obrigado.

Os copos levam-se à boca segurando-se pela base de seu arqueado e nunca pelas bordas.

Não é correto elogiar a comida ou a maneira como foi preparada. Também uma conversa não deverá provocar discussões sobre assuntos políticos, religiosos ou de qualquer natureza que possam de algum modo susceptibilizar algum dos presentes e, muito menos, gesticular com o talher quando se fala.

Se mastigar com a boca fechada é preciso lembrar, é de bom tom, no entanto, que se coma devagar, mastigando bem os alimentos, até porque é feio mesmo, usar palitos que, aliás não devem existir em qualquer recipiente sobre a mesa.

Ao levantar da mesa: o prato não deve ser empurrado, depois de arrumados os talheres sobre ele.

Maçã – uma curiosidade sobre esta fruta: por tradição histórica, nas mais refinadas mesas ou ambientes, a maça é motivo de decoração, por aliar suas belas cores ao seu aroma delicioso.

E por lembrar o fruto proibido que Eva, seduzida pela serpente, colher da árvore da Saberoria.

Mas nem todos sabem que é chamada, também, de fruta-pão.

Assim, numa refeição de cerimônia, a maça deverá ser saboreada, pois quem o fizer demonstrará que ficou satisfeito com as iguarias que foram servidas.

Anúncios

Lindinhos

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral

Amo Swarowisk…Esses então são de babar!!!

swarovski_02 swarovski_01

Moët & Chandon Midnight Gold, celebrando 2009

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral

Moët & Chandon já estão se preparando para saudar 2009 e com uma incrível surpresa: uma nova criação assinada pelo talentoso designer francês Camille Toupet. Midnight Gold é um Crude Imperial Moët & Chandon luxuoso e com edição limitada.

O Moët & Chandon Midnight Gold é um tipo de embalagem, especificamente concebida para refrigerar garrafas de Moët & Chandon e é coberta com ouro e decorada com cristais Swarovski costurados à mão, além de pérolas douradas, que remetem às bolhas de champanhe.

A rolha em forma de bolha de ouro dá o toque de elegância e a exigência do “pescoço com gravata”, assinado pela Moët & Chandon Garrafas, que pode ser removido e duplica os glamourosos Swarovski com pérolas, fazendo uma pulseira.

Totalmente artesanal, apenas 100 embalagens Moët & Chandon Midnight Gold estarão disponíveis. Para os interessados é melhor se apressarem para comprá-lo em Lavinia e Caves Augé, em Paris ou em Hédiard, em Mônaco.

Sugestões de brinquedos para as meninas no Dia das Crianças

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral

Qual menina não sonha em cuidar do seu próprio bebezinho ou tornar-se uma famosa bailarina? Neste Dia das Crianças, a Estrela vai realizar os desejos delas com as bonecas lindas e divertidas.

Confira as sugestões:

Bebê Quero Crescer – Coleção Amore

Se você alimentar este bebê direitinho, ele cresce de verdade! Quando ele fica grandinho, aprende a falar e a cantar. Além disso, conhece três brincadeiras diferentes. Bebê Premium dos lançamentos da Estrela, esta boneca mostra para as meninas a importância da alimentação saudável para o perfeito desenvolvimento de um bebê. Para meninas a partir de 3 anos.

Preço sugerido:R$ 359,90
Bebê Brinca Comigo – Coleção Amore

O Bebê Brinca Comigo adora ganhar muito carinho e atenção de sua mamãe. Ele pede para brincar com seu ursinho e, quando atendido, fica todo feliz. Como já aprendeu a falar, ele avisa quando está com sede, fome ou sono. Na hora de dormir, é só acalentar que ele dorme gostoso: reproduzindo o som que os bebês de verdade fazem quando dormem. Esperto, ele também sabe cantar a cantiga Alecrim (“Alecrim, Alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado”). Quando recebe um carinho ou um beijinho, ele retribui dizendo: “Eu te amo, mamãe!”. E fala tudo isso mexendo a boca de verdade. Para meninas a partir de 3 anos.

Preço sugerido: R$ 224,90

Meu Benzinho – Coleção Bebezinhos

Os bebês são maiorzinhos, têm dentinhos e cabelo. A chupeta não acompanha a boneca e a roupinha é mais elaborada, tem cetim e detalhes. Tem chip de som e já pronuncia algumas frases. Para meninas a partir de 3 anos

Preço sugerido: R$ 149,90

Piano da Princesa

No meio do teclado do piano há uma princesa que, quando acionada, começa a dançar ao som de uma música inédita na voz da apresentadora Angélica. A letra fala sobre como meninas são verdadeiras princesas. Ao tocar nas teclas, a criança ativa a função piano ou ouve duas outras melodias diferentes por tecla. Ao todo são 16 músicas infantis tradicionais e também canções especialmente desenvolvidas para o brinquedo. Para meninas a partir de 18 meses.

Preço sugerido: R$ 129,90.

Susi meus 15 Anos

Em seu baile de debutante, Susi dança acoplada à base em três velocidades, e pode ser controlada a uma distância de até dez metros. A música escolhida é a Valsa das Flores, de Tchaikovsky. Fora da base, ela acompanha a menina a todos os lugares, e ainda leva um par de sapatos extra. Para meninas a partir de 3 anos

Preço sugerido: R$ 129,90

Penélope Charmosa

A personagem mais doce e meiga da Corrida Maluca virou uma fashion doll. Como no desenho, Penélope Charmosa está sempre equipada para enfrentar qualquer aventura, com seus acessórios: óculos de gatinha, luvas e capacete. Para meninas a partir de 3 anos

Preço sugerido: R$ 59,90

Susi Bailarina

Uma bela bailarina, pronta para dançar e dar piruetas. Seus cabelos vêm presos em um coque. São duas versões: morena com roupinha rosa, e loira com roupa azul. Para meninas a partir de 3 anos

Preço sugerido: R$ 34,90.

Mais informações: 0800-704-5520 ou http://www.estrela.com.br

Gestos solidários com o trabalho voluntário

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral
O voluntário doa parte do seu tempo com atividades, seja em entidades ou não, para tentar amenizar os problemas sociais do País. Com isso melhora sua autoestima e valoriza o desenvolvimento tanto pessoal como profissional.

No Brasil cerca de 25 milhões de pessoas mostram o desejo de ser voluntários, mas não sabem por onde começar. Mesmo com a existência de mais de 14.000 entidades filantrópicas cadastradas no País, segundo dados do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), a maioria dos candidatos ao voluntariado ainda encontra dificuldade para se adaptar a uma atividade sem fins lucrativos.

Para Haércio Suguimoto, presidente do Lar Escola Cairbar Schutel (LECS) e voluntário há mais de 20 anos, o voluntariado é essencial nas atividades assistenciais das entidades. No LECS, a figura do voluntário é fundamental complementando o atendimento das técnicas e educadoras que cuidam das crianças ou na organização de eventos que visam suprir as altas despesas de 3 abrigos com 20 crianças cada, como os bazares e almoços. Com isso, dá possibilidades à Instituição de aperfeiçoar continuamente seu trabalho junto às crianças e adolescentes em situação de risco social.

“Por terem um histórico de sofrimento com a família, as crianças do Lar precisam de um acompanhamento personalizado. Por isso é importante ter o voluntário ao lado delas. Seu perfil se diferencia dos profissionais contratados por ser um trabalho guiado fundamentalmente pelo amor, e de fato representa um aprendizado de amor ao próximo”, explica.

Os motivos que levam os brasileiros a procurar o trabalho voluntário é acreditar na melhora dos problemas sociais do País, além de elevar a autoestima e sentir-se útil. Esse é o caso de Rubens Alfredo Brandli, de 64 anos que sofreu infarto e aneurisma e foi obrigado a se aposentar. Com o incentivo da esposa, conheceu o Lar Escola Cairbar Schutel, e há três anos vai três vezes por semana na entidade. No abrigo, Rubens acompanha quatro crianças, entre 8 a 9 anos, em atividades lúdicas e nas tarefas escolares.

Já Marli de Araújo Tassinari, voluntária do Lar Escola há 10 anos, conheceu o trabalho da entidade por meio da indicação de um Juizado de Menores. Para ela, o trabalho voluntário é gratificante, pois é uma troca com as crianças do Lar que necessitam de carinho para suprir a ausência dos pais. Um fato marcante no abrigo foi a adoção de um menino com quem tinha forte ligação. “Quando conheci a pessoa que ia adotar João (nome fictício), fiquei preocupada, pois ela queria substituir o filho e o marido mortos. Depois fiquei sabendo que ela devolveu a criança, fiquei aflita, tentei contato para que o menino voltasse ao Lar, mas não consegui”, lamenta.

Ser voluntário é um gesto de solidariedade que traz benefícios tanto para a criança quanto para quem o pratica. Com o desenvolvimento pessoal e profissional, aumento do círculo de amizades, fortalece novas potencialidades e espírito de trabalho em equipe. Já para a criança significa o carinho e atenção que não tiveram da família biológica. “Ser voluntária é um gesto de carinho e troca, que não tem preço”, afirma Tassinari.

Prancha Silver-Tech

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral

A GA.MA Italy traz o lançamento da prancha Silver-Tech, ideal para todo tipo de usuário e para todos os tipos de procedimento que necessitam de aquecimento na fibra capilar.

Além de ter a Silver Tech Antibacterial Technology, ela possui a Nano Silver Technology, que fornece uma higienização na prancha, através das nanopartículas de prata que foram espalhadas na carcaça e nos patins da prancha, durante o uso elas são ativadas, proporcionando segurança no uso, resultando em cabelos brilhantes e hidratados.

Possui visor de cristal líquido  que permite o controle de temperatura digital, com regulagem manual, proporcionando acerto de temperatura específica. Além de cuidar do cabelo, tem baixo consumo de energia. Para área profissional o ajuste de temperatura proporciona também maior segurança para os processos químicos. As ondas infravermelhas e os íons negativos complementam o processo de tratamento dos cabelos. Efeito anti-frizz, fechamento de cutículas e proteção do calor para um liso perfeito.

Mais informações: http://www.gamaitaly.com.br

Um olhar mais marcante com o uso de cílios postiços

Posted in Uncategorized on setembro 29, 2009 by Eliane Amaral

O olhar destaca a beleza do rosto e os cílios postiços – que estão na moda novamente – já fazem parte do arsenal de produtos básicos dos profissionais de beleza e da nécessaire das mulheres descoladas que conhecem o poder que eles conferem ao olhar.

A Belliz lança uma linha de Cílios Postiços Vertix, com opções de produtos para profissionais da beleza e para os consumidores finais. Divididos em Cílios Inteiriços em Pares; Cílios em Tufos; Cílios em Tufos Inferiores; Cílios Individuais; e Cílios Fashion, nas opções dourada e prateada.

Os Cílios Inteiriços em Pares são práticos na hora da aplicação e uma boa parte das mulheres consegue aplicá-los sozinhas, mas o ideal é buscarem a ajuda de um profissional. Para atender desde a maquiagem mais básica a mais elaborada, em cinco modelos: Cílios Longos Intensos, Cílios Longos Suaves, Cílios Intercalados Intensos, Cílios Intercalados Suaves e Cílios Trançados Médios.

Indicados para maquiagens mais elaboradas, os Cílios em Tufos podem ser aplicados em toda a extensão da pálpebra ou somente no canto dos olhos, para realçar o olhar ou corrigir falhas dos cílios naturais. Apresentados nos tamanhos médios e curtos.

Os cílios desenvolvidos especialmente para aplicação nas pálpebras inferiores – representam uma inovação no mercado nacional. Indicados para valorização da parte inferior dos olhos, possuem fios menores para proporcionar um efeito natural.

Os Cílios Individuais são indicados para preencher pontos falhos nos cílios naturais ou para uma maquiagem mais natural. Apresentados nos tamanhos médios e curtos.

Há também os Cílios Fashion, nas cores dourada e prateada, são perfeitos nas maquiagens glamourosas para a noite, ou na caracterização em datas especiais – como Haloween, festas à fantasia, desfiles de moda etc, quando uma aparência marcante é indispensável.

Mais informações: http://www.belliz.com.br ou SAC (11) 3371-9599